SIMBOLO DA DORBE DO PCP

A concelhia de Almodôvar do PCP, vem em nota de imprensa, contestar a reorganização da rede escolar que, no próximo ano lectivo, prevê o encerramento de escolas do 1º ciclo do ensino básico, com menos de 21 alunos, onde se incluiem Santa Clara-a-Nova e Telhada.

Para os comunistas almodovarenses com esta medida administrativa, o Governo vai continuar a contribuir, para a desertificação do interior do País, retirando as crianças do seu ambiente natural, quebrando laços familiares de grande importância para o seu equilíbrio emocional, obrigando a alterações de horários e a deslocações desnecessárias, não respeitando as Cartas Educativas aprovadas nos órgãos municipais e homologadas pelo governo.

Ainda segundo o PCP de Almodôvar, as razões apontadas pelo governo sustentam-se em argumentos que não têm nenhum suporte pedagógico ou que melhore a qualidade da educação, por isso, a reivindicação de uma ruptura com esta política. João Mestre, do PCP de Almodôvar, dá voz ao protesto.

João Mestre espera que as populações, em conjunto com as forças vivas do concelho, se oponham a mais esta medida lesiva dos interesses das crianças e do concelho.


Comente esta notícia