João Dias Parlamento

O PCP afirma que o Centro de Saúde de Moura dispõe de um SUB- Serviço de Urgência Básica que responde a situações de urgência e que em resposta às exigências da pandemia de Covid-19 houve orientações técnicas ao nível dos cuidados de saúde primários para suspenderem as consultas, bem como para que as SUB passassem a enviar os utentes triados com pulseira branca, azul ou verde para as Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados.

Segundo o PCP, os utentes que se dirigem ao SUB, fazem uma inscrição e pagam a taxa moderadora antes de serem triados e todos aqueles a quem é atribuída uma pulseira branca, azul ou verde são reencaminhados para a UCSP, acabam por não ter qualquer consulta no SUB, mas têm de pagar a consulta que não tiveram.

Para o PCP o pior é que “com a entrada em vigor do Orçamento do Estado para o corrente ano, as taxas moderadoras das consultas nos cuidados de saúde primários foram abolidas, ou seja o utente paga taxa moderadora na unidade onde não é consultado e vai ser consultado na unidade que não cobra essa taxa pela consulta”.

João Dias, deputado do PCP eleito por Beja, espera que esta situação não passe de um mal-entendido.


Comente esta notícia