PEDRO SOARES

Na Junta de Freguesia de Trigaches está patente ao público uma exposição evocativa da vida deste dirigente do PCP e na sessão marcada para este sábado, com início às 15.00 horas, intervém Miguel Madeira, do Comité Central do Partido Comunista Português.

João Narciso, da DORBE do PCP, apresentou à Voz da Planície os objetivos da sessão evocativa que se realiza hoje, em Trigaches.

Recorde-se que Pedro Soares nasceu a 13 de Janeiro de 1915, em Trigaches, à data freguesia de Beringel, no concelho de Beja. Foi criado no seio de uma família de fortes sentimentos democráticos e antifascistas, e com 16 anos colaborou em vários jornais de Beja, e escreveu nas páginas do "República", à época, um dos principais jornais legais de orientação democrática. Foi dirigente estudantil em Lisboa, onde viria a concluir o seu curso na Faculdade de Letras. Passou pelas prisões do Aljube, Peniche e Caxias e foi deportado para Cabo Verde, na primeira leva de presos políticos para o Tarrafal, em 1936.


Comente esta notícia