PCP
Lourdes Hespanhol, da concelhia de Ferreira do Alentejo do PCP, afirma que a iniciativa surge porque, há mais de um mês, que a aposentação de uma médica deixou sem médico de família cerca de 1.500 utentes.

Entretanto a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo anunciou que as consultas regressaram ontem a Odivelas, mas Lourdes Hespanhol considera que a situação não ficou resolvida, por isso, a decisão de mantar a sessão de esclarecimento para esta tarde.

Ainda segundo Lourdes Hespanhol o problema que se coloca é que a solução encontrada pela ULSBA é temporária e não definitiva.

Comente esta notícia