João Dias Parlamento

Considera o PCP que, o desenvolvimento do distrito de Beja requer uma adequada política de mobilidade, que combine os diversos modos de transporte de pessoas e de mercadorias, o que exige infraestruturas adequadas e adequadas políticas de transporte. Nesse sentido, afirma que a electrificação e modernização da Linha do Alentejo entre Casa Branca e Funcheira assume uma importância fundamental, permitindo não apenas o desenvolvimento regional e a qualificação daquele território por direito próprio das populações, mas também desde logo para a capacidade operacional da rede ferroviária no seu conjunto, pelas possibilidades que permitirá na garantia de circulação como solução alternativa e complementar à linha do Sul.

O PCP quer conhecer as razões concretas que levam o Governo a decidir que os projectos técnicos para a electrificação da Linha do Alentejo se realizem apenas para o troço entre Casa Branca e Beja, excluindo a restante ligação até à Funcheira e Linha do Sul, em concreto, que trabalhos estão a decorrer no terreno, se já foi lançado o concurso público que o Governo anunciou fazer até final de 2018 e qual o cronograma definido pelo Governo relativo ao investimento na linha do Alentejo, nomeadamente para quando está prevista a conclusão dos projetos técnicos, quando será lançado o concurso público da obra e quando prevê o Governo fazer a adjudicação da obra.

João Dias, deputado do PCP eleito por Beja, começa por recordar que não é de agora a preocupação dos comunistas relativamente a esta matéria.

Ainda segundo João Dias, aquilo que se espera é que não surjam falsas promessas por estarmos em ano de eleições.




Comente esta notícia