João Pauzinho

O responsável da DORBE do PCP considerou que não se deve confundir publicidade com propaganda política e que os regulamentos municipais não se podem sobrepor à lei geral.

Ainda sobre o mural, João Pauzinho criticou a forma como o presidente da autarquia geriu o processo, sobretudo nas redes sociais dizendo que a postura foi a mesma de um “pirómano”, primeiro incendeia e depois dá conselhos sobre a limpeza da floresta e a melhor forma de atacar o incêndio.

Nesta entrevista, João Pauzinho falou da região, dos projectos estruturantes e considerou que o problema central de Beja, do Alentejo e do interior do País prende-se com o despovoamento, uma questão que naturalmente não está desligada da falta de investimento ao longo dos tempos.

Quanto ao PCP, João Pauzinho afirmou que a importância do partido não se mede por resultados eleitorais, referindo-se às eleições autárquicas de 2017. O responsável da DORBE considerou que o PCP continua com muito peso e influência nesta região.



Comente esta notícia