Pedro do Carmo

Pedro do Carmo considera que o Congresso marca o ponto de partida para se fazer “o que ainda nunca foi feito”, dizendo que foi o Partido Socialista que “resgatou a esperança e a confiança de um povo penalizado por uma austeridade sem freios”.

O líder socialista deixou o desafio de estabelecer “uma estratégia integrada de valorização do Interior, com medidas concretas e recursos efetivos”, adiantando que “não será possível fazer em anos, o que não foi feito em décadas”.

O também presidente da Assembleia Municipal de Ourique, deixou claro o contributo dos autarcas socialistas do Baixo Alentejo “no combate à desertificação, à indiferença e ao descrédito”, numa região que vê, atualmente, com “uma enorme força produtiva e multigeracional, pronta a conciliar as tradições com a inovação”. 


Comente esta notícia