Pedro do Carmo

Pedro do Carmo justifica as suas afirmações referindo que “o alargamento do regadio do Alqueva, com a ligação da Barragem do Roxo à do Monte da Rocha, é um investimento vital para as pessoas, para a fixação da povoação, para a criação de oportunidades de emprego, para a dinamização das economias locais e para a sustentabilidade do abastecimento de água, num quadro de evidentes alterações climáticas.”

“O alargamento do regadio do Alqueva e a ligação do Roxo ao Monte da Rocha é um investimento estruturante, fundamental para dar futuro à região”, frisa Pedro do Carmo, dizendo que “era só o que faltava que um fundamentalismo ambiental, sem sintonia com a realidade, pudesse colocar obstáculos à concretização de um projeto vital”.

Neste contexto, o deputado socialista, eleito por Beja, afirma mesmo, que “qualquer obstáculo desprovido de razoabilidade e sentido de equilíbrio com o foco nas pessoas contará” com a sua “firme oposição e combate em defesa do Baixo Alentejo e das suas gentes”.


Comente esta notícia