campanha girassol PEV
Estas jornadas pretendem assinalar, pela negativa, alguns exemplos de problemas económicos, sociais, ambientais e culturais da região e, pela positiva, opções, intervenções ou potencialidades da região.

Para assinalar as questões negativas, "Os Verdes" vão colocar junto dos respectivos locais um girassol laranja e triste, para assinalar as questões positivas, um girassol verde e alegre.

Em Beja, às 11.00 horas, vai ser colocado um "girassol triste" junto ao terminal rodoviário e outro na estação de comboios devido à necessidade de haver mais transportes públicos colectivos e de se investir na linha ferroviária, às 11.30 horas, no centro da cidade, outro "girassol triste" pela interrupção das obras no IP8 e IP2 e às 12.00 horas mais um "girassol triste" frente ao Hospital José Joaquim Fernandes devido à falta de médicos e à situação caótica nas urgências. Às 12.30 horas vai ser entregue um "girassol alegre" ao Instituto Politécnico de Beja pela importância que tem para a região e pelo serviço em prol do conhecimento, do ensino e da formação. 

De tarde, a campanha vai estar em Serpa com a atribuição, às 15.00 horas, de um "girassol alegre" à Casa do Cante pela divulgação e valorização do Cante Alentejano e do Património Cultural Imaterial do Sul, às 15.30 horas mais um "girassol alegre" à TradiSerpa, pela produção e divulgação do produto local que é o Queijo de Serpa, às 16.00 horas vai ser colocado, no centro da cidade, um "girassol triste" pela falta de transportes públicos colectivos no concelho e às 16.30 horas, mais um "girassol triste" frente ao Hospital de Serpa devido à sua privatização.


Comente esta notícia