Pita Ameixa Plenário AR

No balanço daquele encontro, o deputado do PS destacou uma das preocupações que lhe foi transmitida e que lhe pareceu das mais gravosas, esclarecendo que a mesma se refere ao aumento das dívidas de particulares à Associação.

Naquele contexto, Luís Pita Ameixa explicou que esta situação pode ser interpretada como consequência das novas regras, impostas pelo Governo, a respeito do transporte de doentes não urgentes. Acrescentou que as pessoas, por necessidade, recorrem ao transporte e como o SNS - Serviço Nacional de Saúde não comparticipa, não conseguem pagar.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Beja manifestou ainda, preocupação quanto aos custos que suporta com combustíveis, quanto ao facto de não dispor de uma equipa de Intervenção Permanente, que deveria ser suportada pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e pela Autarquia, e, por alguma disfunção que nota nas relações de comandância com a organização distrital das operações de socorro, revelou, igualmente, Luís Pita Ameixa.


Comente esta notícia