Plataforma Alentejo

A entrega é feita hoje, às 14.00 horas e com este procedimento cumpre-se um dos importantes objetivos que estiveram na base da constituição da Plataforma Alentejo, ou seja intervir, institucionalmente, no debate em curso sobre o PNPOT, na Comissão do Ambiente, Ordenamento do Território e Poder Local e sobre o PNI2030, na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas. A Plataforma Alentejo frisa que, com a entrega das 4000 assinaturas, a Assembleia da República deverá ouvir, obrigatoriamente, este movimento, publicar as suas propostas e agendar a discussão das mesmas em plenário. As declarações são de Claudino Matos, da Plataforma Alentejo.

Com este procedimento, a Plataforma Alentejo espera que seja vencida esta primeira etapa, iniciada em agosto de 2018 e que tem como propósito sensibilizar os decisores políticos para a inscrição no PNPOT e PNI2030 das propostas identificadas na “Estratégia Integrada...”.

Em nota de imprensa, a Plataforma Alentejo agradece a todos os que subscreveram a petição e apela às instituições de todo o Alentejo que ainda o não fizeram, que não deixem de agendar a discussão e votação do seu apoio e adesão a esta “Estratégia Integrada...”. Claudino Matos referiu, neste contexto, que na Ovibeja vai estar disponível informação sobre a petição, para que se possa continuar com o trabalho de recolha de assinaturas.


Comente esta notícia

Galeria de fotos