VITO CARIOCA

O secretário de Estado do Ensino Superior convocou para hoje, um encontro, com os presidentes dos institutos politécnicos, que se realiza em Lisboa, para tratar dos cursos técnicos superiores e também da habilitação profissional para a docência, no pré-escolar, ensino básico e secundário, revelou à Voz da Planície Vito Carioca. O presidente do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) esclareceu que a questão dos cursos técnicos superiores está a criar dificuldades de entendimento com o Ministério e que depois daquele encontro, o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos volta a reunir-se para tratar estas matérias.

Vito Carioca fez questão de deixar bem claro também, que os politécnicos não estão contra a existência daqueles cursos, mas sim contra o modelo previsto e a forma como o Governo o pretende implementar, não realizando uma conversação séria sobre os problemas que a sua introdução implica, na gestão e futuro das instituições.

Recorde-se que a partir do próximo ano lectivo, os institutos politécnicos terão já disponíveis cursos técnicos profissionais de nível cinco, compostos por \"um ano com componente geral muito forte\" e por \"um segundo, com uma componente de formação profissional em sala de aula, juntamente com um estágio numa empresa\".

Trata-se de um novo tipo de formação \"não conferente de grau\", que tem como objectivo \"alargar e diversificar o espectro da oferta do ensino superior em Portugal e por essa via aumentar o número de cidadãos com qualificações superiores necessárias ao país\".

Aquela é a posição do Governo, mas os presidentes dos institutos politécnicos falam em "desconhecimento da realidade", dos interesses do mercado de trabalho e das necessidades de qualificação.

Neste contexto, Vito Carioca, presidente do IPBeja, é o convidado do "Preto no Branco" desta quinta-feira, para uma conversa onde as atenções vão estar centradas nos cursos técnicos superiores e noutras matérias da actualidade, relacionadas com esta instituição de ensino superior público da cidade.


Comente esta notícia