tempo Parcial

A realização deste estudo foi motivada pelo anúncio, do Governo, da intenção de instituir o trabalho a tempo parcial com compensação remuneratória, através de verbas comunitárias, e os resultados apontam para a ampla concordância da sociedade portuguesa em relação à medida. 

O trabalho a tempo parcial é visto na sociedade portuguesa como um meio para um melhor exercício da maternidade/paternidade, um aumento da qualidade de vida e da produtividade, com a melhoria dos níveis de motivação.

Dos inquiridos que adeririam a esta medida, 52 por cento aceitaria uma redução no salário. A preferência pelo número de horas a reduzir seria de duas horas, até os filhos completarem 12 anos. 

As mulheres manifestam-se mais adeptas desta medida do que os homens, quer no caso de não terem filhos ou terem um ou dois filhos, assim como as famílias com três ou mais filhos.


Comente esta notícia