Tiago Mayan

Na entrevista realizada, Tiago Mayan esclareceu que percebeu “existir a necessidade de se apresentar a alternativa liberal nestas eleições, uma opção que o país nunca teve e que dá resposta a todos os que não se identificam com Marcelo Rebelo de Sousa, nem com o Governo do PS e nem com projetos extremistas e populistas”. Julga, frisou, que a sua candidatura “responde, em termos de opção, a uma franja alargada de eleitorado”.

“Marcelo Rebelo de Sousa teve cinco anos para preparar esta recandidatura”, referiu Tiago Mayan, dizendo contudo, que a sua se “assume como um contraponto à do representante máximo do centrão de interesses que tem dominado o país até agora e que o levou ao lugar onde se encontra”, referindo-se ao atual presidente da República.

Estes são excertos da entrevista feita, nos estúdios da Voz da Planície, ao candidato à presidência da República Tiago Mayan e que pode ouvir hoje, na íntegra, nos jornais alargados das 12.00 e das 17.00 horas, através da nossa frequência, 104.5 FM, e na nossa emissão on-line em www.vozdaplanicie.pt.


Comente esta notícia