Jornadas MED

Do Alentejo, a iniciativa conta com a participação do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas (ICAAM), do polo de Évora do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (Cibio) e do CEBAL (Centro de Biotecnologia Agrícola e Alimentar do Alentejo). O MeditBio – Centro para os Recursos Biológicos e Alimentos Mediterrânicos da Universidade do Algarve é a outra unidade de investigação participante no projeto.

Com a concretização do projeto, o centro MED vai contar com cerca de 180 investigadores doutorados e será a única unidade de investigação, no sul de Portugal, a integrar agricultura, alimentação, desenvolvimento rural e ambiente.

De forma a potenciar o valor acrescentado desta fusão, realizam-se nesta quinta e sexta-feira (27 e 28 de junho) as primeiras Jornadas MED. Esta iniciativa pretende dar visibilidade à investigação que é desenvolvida nos centros que irão integrar o MED, tal como explica Teresa Pinto Correia, diretora do ICAAM, da Universidade de Évora.

As Jornadas MED têm como tema central “A Agricultura e o Ambiente no Mediterrâneo” e estão organizadas, de acordo com as 8 linhas temáticas do novo centro MED: Olival e Azeite Português, Viticultura e Enologia, Horticultura, Produção e Saúde Animal, Montado, Agricultura Irrigada, Biodiversidade e Dinâmica Rural e Governança. 


Comente esta notícia