PS Beja

O PS de Beja prossegue esclarecendo que aqueles três objetivos consistiam em: vencer as eleições para a Câmara Municipal; aumentar o número de freguesias sob presidência do Partido Socialista no concelho e aumentar o número de eleitos na Assembleia Municipal. Acrescenta que "o PS venceu as eleições apenas pela 2.ª vez em Beja, em 12 eleições autárquicas já realizadas, atingindo o seu melhor resultado eleitoral de sempre no concelho, em eleições desta natureza, com 46,25% dos votos. Os socialistas dizem também, que "pela primeira vez a CDU não terá maioria absoluta na Assembleia Municipal de Beja, tendo o PS igual número de eleitos e elegendo pela primeira vez 10 deputados diretos. O PS conquista, igualmente, as duas freguesias urbanas, que junta a Albernoa/Trindade, pela primeira vez, e às duas que já detinha, Beringel e Trigaches/São Brissos."

Para o PS/Beja este resultado demonstra "a qualidade das suas listas e a aceitação dos seus conteúdos programáticos por parte da população." Considera ainda, que "foi também a vitória da humildade e da simplicidade baseada numa campanha que envolveu muitos jovens e sobretudo muitas mulheres, facto que o PS/Beja sublinha e saúda."

O PS/Beja acha que "estas eleições revelaram a maturidade eleitoral dos munícipes bejenses, que sempre respeita e enaltece quer nos momentos de vitórias, quer nos momentos de derrotas" e pensa que "a abertura de um novo ciclo de gestão na Câmara Municipal era urgente e mesmo vital para a recuperação da auto-estima de um concelho que estava claramente diminuída".

No final, o PS/Beja destaca ainda, "a subida generalizada do partido a nível distrital, com quatro novas vitórias, o que confere a curto prazo responsabilidades acrescidas nos vários organismos de associação intermunicipal na região que não devem ser enjeitadas."


Comente esta notícia