Paulo Arsénio
A concelhia de Beja do Partido Socialista, face às conclusões do relatório de Investimento em Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado, afirma, em nota de imprensa, que aguarda com natural expectativa a decisão final do governo sobre tão relevante matéria para a coesão do território e para o desenvolvimento económico do país.

O PS recorda os compromissos que o PSD assumiu com a população do Baixo Alentejano nas últimas eleições legislativas e que não faziam prever a total paragem dum profundo trabalho de articulação das várias infraestruturas da região, no sentido de a tornarem mais competitiva e a dotarem de uma maior centralidade.

Paulo Arsénio, presidente da Concelhia de Beja do PS, afirma que este relatório, que abandona o interior do País, é indicativo e que cabe ao Governo fazer as alterações necessárias.

Ainda segundo Paulo Arsénio o PS não quer por portugueses contra portugueses, como tem feito o Governo, quer é que o desenvolvimento chegue a esta região e sem acessibilidades isso é impossível apontando como exemplo o IP8 e o IP2.

A concelhia de Beja do PS garante que não deixa de se bater pela conclusão das obras rodoviárias que o governo anterior iniciou, pela constante valorização da estrutura aeroportuária de Beja e por estudar estratégias que permitam valorizar a ferrovia ao contrário do actual governo que, na sua opinião, desistiu do Baixo-Alentejo.    

Comente esta notícia