SÍMBOLO DO PARTIDO SOCIALISTA

No documento enviado à nossa redação, o PS de Castro Verde refere que nos últimos dias, várias autarquias do Alentejo, como Aljustrel, Almodôvar, Beja, Ourique, Santiago do Cacém ou Sines, anunciaram uma redução substancial das suas dívidas e que em Castro Verde se é confrontado com uma situação diferente. Acrescenta que a autarquia castrense devido à gestão errada e incompetente da CDU, não só não reduziu a dívida como, pelo contrário, aumentou-a bastante, com um empréstimo de 900.000 euros já contratado na Caixa Geral de Depósitos, preparando-se para contrair outro de mais 800.000 euros.

Em declarações à Voz da Planície, António José Brito, do PS de Castro Verde frisa que perante esta situação não pode deixar de criticar com toda a frontalidade o trabalho da CDU e denunciar publicamente a sua cada vez mais notória falta de competência para gerir os destinos do concelho.

Francisco Duarte, presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, deixou claro, em declarações à nossa estação, que se congratula com o facto, de outras autarquias terem diminuído a sua dívida e que no caso do Município que dirige isso não pode acontecer, pura e simplesmente porque não tem dívida. Quanto aos empréstimos contraídos não significam aumento de dívida, explicou, porque não passam de investimentos necessários para a realização de obra. Francisco Duarte fez questão de referir ainda, que António José Brito na qualidade de vereador tem o direito de falar sobre aquilo que não concorda, mas enquanto jornalista "não pode manipular informação, fazendo aproveitamento político" e é isso que se passa. Acrescentou que António José Brito está a mostrar "ser um mau jornalista".


Comente esta notícia