Europa

No distrito de Beja o PS arrecadou 36,64% dos votos.

Por sua vez a CDU contabilizou no distrito 25,22% dos votos.

O Bloco de Esquerda foi a terceira força politica mais votada com 8,86% dos votos.

O PSD obteve no distrito de Beja 8,81% e o CDS/PP 3,63%.

A abstenção no distrito subiu aos 67,86%.

Em nota de imprensa, Pedro do Carmo, afirma que a “União Europeia está associada a importantes impulsos de desenvolvimento na nossa região, o Alqueva é apenas o mais conhecido e relevante” e que “os Baixo Alentejanos votaram nas eleições para o Parlamento Europeu e renovaram a sua confiança no Partido Socialista”.
 
Para o presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS, a vitória socialista “é também a vitória do trabalho de proximidade, sustentado e orientado para dar voz ao Baixo Alentejo, com sentido de responsabilidade, senso e sentido de futuro, em Beja e em Lisboa”.

Pedro do Carmo saúda os partidos concorrentes, os votantes e os cidadãos que ainda não tendo votado nestas eleições para o Parlamento Europeu terão de ser convencidos e mobilizados por todos os democratas para o exercício do direito de voto, uma das grandes conquistas democráticas de Abril.

Ainda segundo, Pedro do Carmo, a abstenção “voltou a atingir um nível indigno do esforço que foi desenvolvido por muitos democratas para que o direito fosse consagrado em Portugal. Mais do que lamentar, importa agir para inverter esta situação”.

 


Comente esta notícia