Congresso Mário
Para o PSD é absolutamente vergonhoso que do Orçamento de Estado para 2016 concertado entre estas três forças políticas que sustentam o governo, o Baixo Alentejo tenha sido totalmente ignorado.

Mário Simões critica Pedro do Carmo, deputado do PS e João Ramos, deputado do PCP, ambos eleitos por Beja, porque considera que tinham a real possibilidade de colocar em prática o que defendiam no passado, porque aquilo que existe no presente é uma mão cheia de nada.

Para além da falta de investimento na ferrovia e as incertezas quanto ao IP2 e IP8, o PSD aponta ainda, a "ausência" de uma proposta de dinamização do aeroporto, a falta de políticas na área social e o "ponto final" no aumento da área regada de Alqueva.

Mário Simões mostra-se ainda apreensivo com o Hospital de São Paulo em Serpa e acusa o PS de ter "ânsia" de poder referindo-se ao Instituto de Emprego e Formação Profissional.


Comente esta notícia

Galeria de fotos