luz casa

Segundo as diversas notícias divulgadas sobre esta matéria, o ponto em comum é que as elétricas aceitaram a recomendação da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), que propôs uma descida do preço de 3,5%.

Recorde-se que foi em meados deste mês que “a ERSE anunciou que as tarifas de eletricidade no mercado regulado iriam descer 3,5% para os consumidores domésticos a partir de 1 de janeiro, o que representa uma diminuição de 1,58 euros para uma fatura mensal de 45,1 euros, de acordo com as contas divulgadas pelo regulador.”

De acordo com os dados revelados pelo Eurostat, “Portugal é o sexto país da União Europeia com a fatura de luz mais elevada, ficando atrás da Dinamarca, Alemanha, Bélgica, Espanha e Irlanda.”


Comente esta notícia