PRESUNTO DE BARRANCOS E ENCHIDOS DE PORCO ALENTEJANO

No programa anterior explicámos porque ostenta Barrancos, a marca "Capital do Presunto" e Ourique a de "Capital do Porco Alentejano", neste continuamos a ter aqueles dois concelhos como referência, para falar da forma como transformam os derivados da matéria-prima que lhes dá origem, centrando atenções nas unidades de transformação, na criação de riqueza e de postos de trabalho, naqueles dois territórios. Um "Radiografias" que passa também em revista os mercados onde são comercializados os produtos feitos a partir do porco raça alentejana, assim como o presente e o futuro deste sector.

Neste "Radiografias" dedicado ao tema: "Saber fazer no Alentejo", António Baena, da Barrancarnes, apresenta os produtos que são produzidos no Alentejo para o Mundo, identificando os mercados em que opera. O mesmo faz, Rui Carapuça, da Montaraz, sobre esta «empresa transformadora, sedeada em Garvão, freguesia do concelho de Ourique.

O professor José Luís Tirapicos Nunes, investigador do porco raça alentejana, deixa as suas impressões sobre o presente e o futuro do sector da transformação daquela matéria-prima, focalizando as suas perspectivas nos dois concelhos em análise, que apostam na transformação, a partir da matriz tradicional.

Depois de perceber a importância que assume o "Saber fazer no Alentejo", na diferenciação e qualidade dos produtos que oferecem os concelhos de Barrancos e Ourique, deixamos-lhe ainda, mais dois depoimentos. No de Nuno Faustino, da ACPA, damos-lhe a conhecer o que se faz no Centro Interpretativo e Loja Gourmet da Associação que dirige, que aposta, essencialmente na promoção dos produtos derivados do Porco Alentejano e outros. No de Mário Nunes, responsável pelo Intermarché de Beja, é explicada a importância que assume a comercialização, para o público em geral, dos produtos endógenos e de qualidade da região.

O "Saber fazer no Alentejo" termina com declarações de Henrique Tigo, fundador e confrade da Confraria dos Enchidos. Henrique Tigo fala do trabalho que a Confraria tem no terreno no que à promoção de enchidos se refere, explica como se identifica um produto de qualidade, na hora de escolher, e pespectiva o seu futuro.

O programa com o tema: "Saber fazer no Alentejo" vai para o ar nesta segunda-feira, dia 28, a partir das 18.00 horas e pode ser acompanhado nos 104.5 da nossa estação, ou através da nossa emissão online, em www.vozdaplanicie.pt.


Comente esta notícia