RAIVA

O livro “é um grito de indignação face à injustiça social no Alentejo, onde ser dono das grandes propriedades, na década de 50, significava, também, ter na mão o poder político, a guarda, a igreja e ser dono dos homens” e Sérgio Tréfaut diz que “Seara de Vento” tem algo de western, paisagens desertas e um herói soturno, assim como algo de épico. Recordando que este foi um livro proibido e retirado das livrarias, o realizador Sérgio Tréfaut explicou que o romance e um dos episódios que retrata foram os pontos de partida para este filme que fala “do abismo entre pobres e ricos”.

Sérgio Trefaut disse, igualmente, que “Raiva” é uma adaptação apaixonada do livro de Manuel da Fonseca e esclareceu como foi passar esta história para o cinema.

Este filme foi parcialmente rodado em Serpa, apoiado por esta autarquia, assim como pelos municípios de Beja e Moura. O ator local Hugo Bentes é o protagonista deste filme, faz o papel de Palma e Sérgio Tréfaut, que já o conhecia, confidenciou à nossa estação que foi uma escolha fácil e que o surpreendeu.

Do elenco, que conta com a participação especial de Sergi Lopez e Luís Miguel Cintra, destacam-se ainda, Isabel Ruth, Leonor Silveira, Hugo Bentes, Kaio César, Lia Gama, Diogo Dória, Catarina Wallenstein, Herman José, Rogério Samora, entre outros.

A antestreia do “Raiva” acontece amanhã em Beja, às 21.30 horas, mas para assistir a esta sessão, gratuita, tem de levantar o seu bilhete, na bilheteira do Pax Julia. A bilheteira está aberta de terça a sábado, das 16.00 horas às 20.00 horas e em dias de espetáculo, de terça a sábado, entre as 16.00 horas e as 22.00 horas e aos domingos das 14.00 horas às 18.30 horas.


Comente esta notícia

Este filme vai ser exibido em Lisboa??? Acho que seria importante para não só as pessoas da cidade ficarem a saber o que de muito mau se passava no Alentejo do Século passado, como mostrar ás 2as e 3as gerações o porquê do êxodo dos seus pais para Lisboa e arredores.

Orlando José Tomar

01/10/2018