arsa

Naquele contexto é frisado que, em 2016, no que se refere aos cuidados de saúde primários, foi construído o novo Centro de Saúde de Sines, que está na sua fase final, iniciada a construção da Extensão de Saúde de Torrão e que está prevista para breve a Extensão de Saúde de Alvalade do Sado.

Para 2017 está previsto desenvolverem-se os procedimentos inerentes à construção dos centros de Saúde de Vidigueira, Ourique, Nisa e Crato, bem como a Extensão de Saúde de Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira. Alguns destes investimentos vão ser construídos em parceria com as respetivas Autarquias.

No que se refere aos cuidados de saúde hospitalares, a ARSA identifica as várias intervenções desenvolvidas no Alentejo e entre elas podemos encontrar o sistema integrado de imagem para a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), implementado em 2016 e a aquisição de equipamentos de obstetrícia, imagiologia e ressonância magnética previstos para o corrente ano, para a ULSBA.

A nota de imprensa termina, revelando que o montante global dos investimentos, com execução a iniciar em 2017, tanto no âmbito dos cuidados de saúde primários como hospitalares, totaliza cerca de 204 milhões de euros, sendo cerca de 170 milhões de euros para o novo Hospital de Évora. O restante investimento é de cerca de 34 milhões de euros.


Comente esta notícia