Pedro do Carmo na Roménia

A União europeia está a debater propostas de reforma da Política Agrícola Comum após 2020 e das políticas de coesão e Pedro do Carmo foi o porta-voz do seu partido no evento da Presidência Romena da União Europeia, em que participaram parlamentares da Áustria, Bélgica, Croácia, Chipre, República Checa, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Polónia, Roménia, Eslováquia e Suécia.

Nesta realização, Pedro do Carmo participou nos debates para “defender a necessidade de haver respostas para os pequenos agricultores e para os territórios de baixa densidade, com culturas e produções de pequena escala para o contexto europeu, mas de grande relevância local”.

O deputado “sustentou, ainda, haverem necessidades permanentes na sustentabilidade dos ecossistemas, na manutenção das infraestruturas rurais e nos apoios às atividades agroalimentares que são pilares importantes da identidade das comunidades locais do mundo rural.” Pedro do Carmo defendeu, igualmente, “as grandes linhas da agricultura portuguesa, nas suas diversas expressões”.

Na nota de imprensa enviada à nossa redação é referido, também, que a defesa da especificidade da atividade agrícola nos territórios como o de Beja já tinha estado presente na participação internacional de Pedro do Carmo, numa reunião similar sob a Presidência Croata da União Europeia.  


Comente esta notícia