Atelier Escrita Criativa

O presidente da Câmara Municipal de Serpa recebeu um contacto telefónico, primeiro da secretária de Estado da Educação e mais tarde da directora regional, a garantirem que esses encerramentos não se vão concretizar.

Em nota de imprensa, é recordado que o município de Serpa, no passado mês de Abril, recebeu um ofício da DGEsTE-Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, em que era dado à autarquia um prazo de 10 dias para se pronunciar sobre a “proposta de não funcionamento”, no ano lectivo de 2019/2020, da Escola Primária de A-do-Pinto (pré-escolar e primeiro ciclo) e do pré-escolar de Vales Mortos.

Esta proposta era justificada pela DGEsTE pelo facto de se estar a proceder ao “reordenamento e reajustamento da rede de educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico”.

O município mostrou-se contra esta possibilidade e afirma que “só depois de ser enviada uma nota de imprensa e de esta ter sido divulgada, houve uma resposta verbal por parte das entidades responsáveis” o que classifica de “coincidências”.

Entretanto o presidente da autarquia de Serpa recebeu um ofício, datado de 5 de Junho, por parte da DGEsTE, a confirmar que, conforme transmitido telefonicamente, não está previsto o encerramento das escolas de Vales Mortos e A-do-Pinto.


Comente esta notícia