Somincor

Estes estudos, que vão ser conduzidos de forma independente, por um conjunto de especialistas da Universidade de Lisboa, surgem pela relevância da Somincor na economia regional do Baixo Alentejo, na vida dos cinco cinco municípios sob sua influência, Castro Verde, Almodôvar, Aljustrel, Ourique e Mértola, e na dos seus habitantes.

A Somincor pretende estabelecer um perfil psico-social que lhe permita saber quais as expectativas das comunidades em relação à empresa, como são percepcionados os seus impactos, qual a percepção das pessoas acerca da operação de Neves-Corvo e quais os efeitos da sua presença nas pessoas e na economia da região. Paralelamente, os estudos pretendem ajudar a identificar os actuais impactos socio-económicos, sejam positivos ou negativos, e a melhorar a forma como a Somincor cria e estabelece relações na região, segundo, Kenneth Norris, Administrador Delegado da empresa.

Os dados necessários para as análises são recolhidos até ao final deste mês por uma equipa de 6 entrevistadores e três 3 líderes de equipa. O Inquérito de Percepção contará com um total de quatrocentas 400 visitas aleatórias porta-a-porta na área de influência de Neves-Corvo.

Quanto ao Estudo de Impacto Sócio-económico será realizado com dados de fontes oficiais e entrevistas-chave a representantes de municípios, aldeias adjacentes à mina de Neves-Corvo e outras entidades relevantes do Alentejo. A informação recolhida será confidencial e anónima e não conterá referências especificas a participantes nem às suas respostas.







Comente esta notícia