cartaz liceu

Uma decisão que o SPZS considera “imprudente por não estarem reunidas as necessárias condições de segurança sanitárias que permitam um regresso às escolas com confiança”.

Dirigentes sindicais estiveram em vários estabelecimentos de ensino a distribuir o Manual de Procedimentos, Condições e Exigências que a FENPROF divulgou na última sexta-feira. Este Manual pretende ser um instrumento de apoio aos docentes sobre as condições do regresso e quais deverão ser as suas exigências, designadamente em nome da segurança sanitária que, em tempo de pandemia, não poderá ser aligeirada.

Manuel Nobre, presidente do Sindicato dos Professores da Zona Sul, afirma que é preciso tranquilizar professores e educadores sobretudo porque continua a existir falta de esclarecimentos por parte do ministério da Educação.

Manuel Nobre critica ainda aquilo que considera ser algumas “incongruências” por parte do Governo sobre as orientações que enviou para as escolas. O sindicalista aponta também situações que criaram desigualdade entre concelhos.

A FENPROF está a disponibilizar uma plataforma on-line para que os docentes possam colocar dúvidas, pedir esclarecimentos e denunciar situações que considerem irregulares. Essas denúncias poderão dar origem a contactos com as escolas, o Ministério da Educação, a Direcção-Geral da Saúde ou outras entidades responsáveis, no sentido de agilizar e promover a sua resolução com a maior brevidade possível.


Comente esta notícia

Galeria de fotos