técnicos de diagnóstico

Este protesto, decretado pelo Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica, surge na sequência do “chumbo”, no passado dia 10 das propostas de alteração ao Decreto-lei 25/2019 apresentadas pelo PCP e pelo BE, que segundo, o sindicato “permitiriam corrigir a discriminação e injustiça de que os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica são alvo há mais de duas décadas”.

Ainda de acordo com o sindicato, aquilo que tem sido reivindicado ao longo dos anos, e de sucessivos Governos, é uma carreira digna, justa e com igualdade de tratamento.

Com a greve desta 6ª feira podem ficar comprometidos vários serviços de saúde públicos, como exames ou meios complementares de diagnóstico.


Comente esta notícia