Terras sem Sombra 2019

O programa é apresentado, oficialmente, nesta quinta-feira, dia 10, em Lisboa, e sugere, em 2019, cerca de 50 atividades, entre concertos, conferências, visitas guiadas ao património e ações de salvaguarda da biodiversidade. José António Falcão, diretor-geral do Festival, revela que o programa de 2019 é especial porque comemora dois eventos muito importantes para Portugal e explica quais são.

O Terras sem Sombra para “além da sua geografia tradicional, ou seja o Baixo Alentejo e o Alentejo Litoral”, chega agora “ao Alto Alentejo e ao Alentejo Central”. “Por outro lado reforça, também, a vocação ibérica, com atividades em dois concelhos da Extremadura espanhola, com profundas ligações a Portugal”, esclarece, igualmente, José António Falcão.

Amanhã conheça na Voz da Planície mais pormenores sobre o Terras sem Sombra 2019, com José António Falcão, diretor-geral do Festival, nos jornais alargados das 12.00 horas e das 17.00 horas.


Comente esta notícia