Vidigueira 1498

O vinho foi lançado em 2018, na altura em que se comemoram os 520 anos da chegada de Vasco da Gama à Índia, corria o ano de 1498. A associação com esta data é, por isso, um fator determinante, uma vez que se deseja comemorar esse encontro de culturas, entre o Ocidente e o Oriente, explicou a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito a propósito da revelação deste néctar.

Na cerimónia de apresentação do “1498”, realizada no passado sábado, marcou presença o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Algarvio Miguel Freitas, para simbolizar o que pensa o Governo sobre a importância que este setor tem na economia e nos territórios, como o próprio referiu.

José Miguel Almeida, o presidente da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, frisou que este vinho é um embaixador da Adega e que o mesmo prova que é possível fazer em terra de brancos, tintos de qualidade premium.

Luís Morgado Leão, enólogo da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, referiu que este é um vinho para ser o ícone da Adega, que só sai em grandes anos e caracterizo-o como sendo um néctar encorpado, com uma frescura que compensa o grau alcoólico que tem.

A adega abre a possibilidade de colecionadores, ou simples interessados, poderem fazer a reserva de certas garrafas numeradas, ficando assim com a possibilidade de escolher certos números, que signifiquem datas, referências ou momentos especiais.


Comente esta notícia

Galeria de fotos