água da torneia

Os trabalhadores pedem aumento de salários, uniformização de direitos, regularização de vínculos precários, atribuição de carreiras e categorias.

De acordo com um comunicado divulgado pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionárias e Afins, “os trabalhadores do grupo Águas de Portugal no setor captação, tratamento, distribuição e tratamento da água estão fortemente mobilizados para realizar a maior paralisação nos últimos vinte anos” com esta greve de âmbito nacional, e que “espera uma adesão forte.”


Comente esta notícia