técnicos de diagnóstico

Frente à Assembleia da República, em Lisboa, estes profissionais vão exigir aos partidos que cumpram as promessas que têm feito à categoria.

A regulamentação da carreira de técnico superior de diagnóstico e terapêutica, promulgada, permite que cerca de 5500 profissionais passem a auferir uma remuneração base de 1.200 euros, transitando de uma remuneração mínima de 1.020, situação que o Sindicato do setor diz ser falsa.

O Sindicato afirma que não se pode aceitar que o passado profissional e os anos de serviço de cada TSDT na carreira e no SNS sejam apagados, colocando todos na base da nova grelha salarial sem qualquer diferenciação e contabilização dos anos, criando situações de injustiça gritantes.

Segundo o Sindicato, os serviços mais afetados com esta adesão são os serviços de análises, radiologia, cardiopneumologia, farmácia, imagiologia e fisioterapia. 


Comente esta notícia