TSS 2020

A Igreja Matriz de São Cucufate, em Vila de Frades, concelho de Vidigueira, acolhe o primeiro concerto de 2020 do Terras sem Sombra (TSS). O grupo coral feminino checo Tiburtina Ensemble inaugura a 16ª temporada do festival. Vidigueira volta a receber “com muita honra” o evento que convida a conhecer, também, o sítio arqueológico de São Cucufate e os laranjais do concelho. As declarações são de Rui Raposo, presidente da Câmara Municipal de Vidigueira.

“Uma Breve Eternidade: Emoções e Comoções na Música Europeia (Séculos XII-XXI)” é o tema da 16ª edição do TSS, que tem este ano como país convidado a República Checa. E a música deste país da Europa Central chega na noite deste sábado à Igreja Matriz de São Cucufate, em Vila de Frades, apresentando as vozes de um grupo coral feminino. José António Falcão, diretor-geral do TSS, apresenta o grupo que protagoniza o primeiro concerto, o Tiburtina Ensemble, especializado em canto gregoriano e polifonia medieval.

O concerto tem início marcado para as 21.30 horas. Mas as propostas para o concelho de Vidigueira não se esgotam aqui e na tarde deste sábado, a partir das 15.00 horas, o festival convida a conhecer, melhor, o sítio arqueológico de São Cucufate, através de uma visita guiada pela arqueóloga Susana Correia e o historiador de Arte José António Falcão, que explica à Voz da Planície no que consiste esta atividade.

No domingo, dia 19, as propostas levam população e músicos a fazer uma visita “No Jardim das Hespérides: os laranjais de Vidigueira” conduzida pelos agricultores José Francisco Raposo e Arlindo Ruivo, a partir das 09.30 horas. É, igualmente, o diretor-geral do festival, José António Falcão, quem fala sobre esta atividade de salvaguarda da biodiversidade.

O próximo concelho a mostrar-se/promover-se no TSS 2020 é o de Barrancos, no fim de semana de 1 e 2 de fevereiro.


Comente esta notícia