HOSPITAL DE DIA DE BEJA

O Conselho de Administração da ULSBA tomou conhecimento de um texto da autoria do deputado Pedro do Carmo, que refere ter questionado o ministro da Saúde sobre "o funcionamento do Hospital de Dia de Oncologia do Hospital José Joaquim Fernandes, Beja" e entende ser seu "dever funcional esclarecer a opinião pública do seguinte":

"1. Não corresponde à verdade que tenha sido o Hospital de Dia de Oncologia - Quimioterapia objeto de inspeções do Infarmed, IP, mas outrossim, os Serviços Farmacêuticos da ULSBA, EPE;

2. Tal está a suceder em vários hospitais do SNS como referiu Sua Excelência o Sr. Secretário de Estado, Dr. Manuel Delgado, na presença do Sr. Deputado, aos órgãos de comunicação social quando o interpelaram sobre esta situação na sua visita à ULSBA, EPE, no passado dia 18 de maio;

3. Em momento algum, como foi sublinhado por escrito ao jornalista que o Sr. Deputado refere na sua comunicação, estão em causa ou em perigo os tratamentos de Quimioterapia a prestar aos doentes no Hospital de Dia do Hospital José Joaquim Fernandes em Beja;

4. Na verdade, o Hospital de Dia no que se refere ao espaço físico afeto à preparação dos citotóxicos, será objeto no curto espaço de tempo de obras de ampliação que aquando da sua construção não foram consideradas e para cumprimento dos requisitos próprios determinados pelo Infarmed, IP, sendo certo que, por causa dessa desconformidade, ainda não houve qualquer ordem de encerramento no que se refere á preparação desses fármacos, mas se eventualmente viesse a ocorrer, estaria sempre acautelado o funcionamento do Hospital de Dia da ULSBA mediante acordo de preparação com Instituições da região, em cooperação institucional como sempre reciprocamente sucedeu;

5. Assim sendo, durante os trabalhos atrás citados, a preparação dos medicamentos citotóxicos será assegurada por outras Instituições Hospitalares da Região Alentejo, com quem a ULSBA, EPE assegurou através de acordo esta colaboração;

6. Importa salientar que se trata de uma prática de boa cooperação institucional, porquanto no ano transato o Hospital do Espírito Santo - Évora confrontado com a mesma necessidade de intervenção, beneficiou do mesmo apoio por parte do Hospital de Dia do Hospital José Joaquim Fernandes;

7. Infarmed, IP no âmbito das suas competências próprias deslocou-se à ULSBA, EPE, para verificar junto dos Serviços Farmacêuticos e junto da Direção Clínica Hospitalar o acompanhamento e monitorização das medidas corretivas propostas na sequência de inspeções realizadas em anos anteriores 2010, 2012;

8. Convém a este propósito realçar que os Serviços Farmacêuticos da ULSBA, EPE, encontram-se certificados desde 2009 pelo Sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001, o que reforça a obrigatoriedade da adoção de boas práticas também nesta área de suporte à prestação de cuidados de saúde;

9. O Conselho de Administração tem consciência e entende que tudo fez durante os últimos quatro anos tendo em atenção os enormes constrangimentos financeiros vividos, as necessidades dos doentes que sempre foram colmatadas no respeito pela equidade e acesso aos cuidados de saúde com segurança dos doentes e trabalhadores;

10. Face ao exposto, apela-se à serenidade dos doentes e familiares, garantindo que o Hospital de Dia do Hospital José Joaquim Fernandes, os seus trabalhadores e o Conselho de Administração da ULSBA, EPE, continuarão a trabalhar para assegurar a prestação de todos os cuidados de saúde a que estão habituados com a mesma tranquilidade, conhecimento técnico científico e acolhimento humanizado."


Comente esta notícia