MIGUEL RAMALHO

Miguel Ramalho já tinha experiência nestas funções, mas salientou contudo, que a nova organização territorial e administrativa cria dificuldades a quem tem de fazer a gestão de duas freguesias, com um Executivo reduzido para metade e com um orçamento que não dá resposta às necessidades de quem precisa de fazer face a realidades bem distintas. 

O sentimento de distanciamento também se nota nesta nova realidade, principalmente para quem vê nas juntas de Freguesia, o primeiro serviço a quem pode recorrer para resolver os seus problemas, frisou ainda, Miguel Ramalho.

Apesar de todas as condicionantes, Miguel Ramalho salientou os resultados conseguidos através da iniciativa "Noites de Lua Cheia", que conta com a participação ativa do setor associativo desta União de Freguesias e fez um balanço positivo da sua atuação neste ano e meio de mandato.

Miguel Ramalho salientou, igualmente, a forte aposta na educação, deixando alguns exemplos da atuação da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista neste setor.


Comente esta notícia