manifestação vigilantes

Segundo o STAD-Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas a empresa de segurança que perdeu o concurso, a Strong, seguiu a lei e fez transmissão de estabelecimento dos seus funcionários para a empresa que ganhou o concurso, ou seja, a empresa “2045”.

Segundo o sindicato a “2045” não aceitou a transmissão de estabelecimento, e agora os vigilantes estão sem trabalhar, a empresa que perdeu diz que são trabalhadores da empresa que ganhou, e esta não os reconhece como seus trabalhadores.

Rui Tomé, do STAD, denuncia aquilo que diz ser o “incumprimento” por parte da 2045” e as consequências que esta situação tem nos trabalhadores.

Rui Tomé revela ainda as diligências que têm sido feitas pelo sindicato e os passos que se seguem, de acordo com o sindicalista para além da denuncia o processo vai avançar para Tribunal.



Comente esta notícia