Vítor Besugo

Proximidade da Delegação com as freguesias, assim como com a estrutura nacional da ANAFRE foram alguns dos objetivos traçados para o mandato que tem Vítor Besugo, autarca do Partido Socialista (PS), como Coordenador Distrital de Beja, e como vice-presidentes, Álvaro Nobre, da CDU e António Barros, do PS de Ourique.

Neste primeiro ano de mandato marcado, igualmente, pelo encerramento de balcões da CGD e dos CTT e descentralização de competências, Vítor Besugo avança que se conseguiram mais associados.

Até ao final do mandato, a equipa liderada por Vítor Besugo gostaria de ver diminuídos os valores que as freguesias pagam à Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), na realização de eventos, de ver regressarem os estágios profissionais do IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional e de ver revertida a questão dos CTT, ou seja que estes balcões voltem a ser de serviço público.

Excertos da entrevista concedida à Voz da Planície pelo Coordenador Distrital de Beja da ANAFRE, Vítor Besugo, no contexto do balanço do primeiro ano, de um mandato de quatro, que se cumpre no dia 20 deste mês, à frente desta Delegação e que pode ouvir, hoje, na íntegra, nos jornais alargados das 12.00 e das 17.00 horas.


Comente esta notícia