descargas

A AgdA, ciente de que a gestão das águas residuais agro-industriais são um problema efectivo para as agro-indústrias e municípios, pretende com este workshop fazer uma abordagem de partilha e reflexão centradas nos sectores do vinho, azeite e queijo, evidenciando as boas práticas de gestão e de oportunidades de valorização destes resíduos, para que os actuais problemas sejam vistos como oportunidades de negócio, e desta forma reduzir o impacte das descargas nas infra-estruturas de saneamento e no meio ambiente.

Com esta participação, a AgdA pretende promover a consciencialização dos municípios enquanto entidades gestoras em “baixa” responsáveis pela gestão das redes de drenagem e pela autorização de ligação das indústrias a estas redes e dos produtores agro-industriais, em particular de adegas, lagares e queijarias pela representatividade da sua área de actuação, para o impacte que estas descargas têm ao nível do funcionamento das Estações de Tratamento de Águas Residuais e na degradação do meio ambiente, e a consciencialização dos produtores para o impacte que o despejo destes resíduos nas redes de saneamento têm ao nível do funcionamento das Estações Elevatórias e ETAR.

Este workshop surge no âmbito do projecto PREDAQUA, co-financiado pelo programa INTERREG, do qual as Águas Públicas do Alentejo é parceira, num consórcio Portugal-Espanha em que são também parceiros as Águas Públicas do Algarve, o Promedio-Consorcio de Gestión Medioambiental de la Diputación de Badajoz e ARECIAR-Agencia de Régimen Especial del Ciclo Integral de Aguas del Retortillo.




Comente esta notícia