Voltar

Sociedade

"Imigrantes pedem apoio na procura ativa de emprego"

Sociedade

"Imigrantes pedem apoio na procura ativa de emprego"

O Centro Nacional de Apoio à Integração de Imigrantes (CNAIM), do Alto Comissariado para as Migrações (ACM), já está a funcionar em Beja e responde a questões imediatas ou a algum tipo de apoio especializado. Procura ativa de emprego é a ajuda mais solicitada, sendo a maior parte dos imigrantes do Senegal, Índia, Nepal e Ucrânia.

Vladimir Duarte, do Alto Comissariado para as Migrações, explica que os trabalhos disponíveis são, na sua maioria, agrícolas e sazonais. Neste contexto, os imigrantes procuram resposta para recolocação nos períodos em que ficam sem atividade. A construção civil é muitas vezes a solução entre trabalhos agrícolas, garante. O objetivo é não deixar ninguém sem trabalho pois são períodos de grande vulnerabilidade, frisou.

O responsável do CNAIM em Beja, Vladimir Duarte, avança que as instalações onde funciona o serviço foram disponibilizadas pela Câmara e que são, essencialmente, imigrantes do Senegal, Nepal, Índia e Ucrânia a pedir ajuda nas questões laborais e de habitação. Em Portugal, revela, já estão mais de 30 mil ucraniamos e uma percentagem elevada no Alentejo.

O CNAIM de Beja fez, recentemente, uma iniciativa de sensibilização para imigrantes e condutores, no sentido de serem evitados acidentes com os que se deslocam das explorações agrícolas para as suas habitações a horas tardias.

Em fevereiro deste ano morreram dois imigrantes devido a atropelamento e fuga. O CNAIM de Beja está preocupado com esta situação e distribuiu coletes refletores para serem utilizados, permitindo uma maior visibilidade nos trajetos, pois o caminho é feito, muitas vezes, a pé, realçou Vladimir Duarte.

Esta ação foi realizada pelo CNAIM, Câmara Municipal de Beja, Cáritas Diocesana, Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana.

 

 


PUB
PUB

Revista RVP-Ovibeja 2024

PUB
PUB

Concertos

Taylor Swift aterrou no aeroporto em Beja

Acabou de tocar...

Grande feira do Sul 2024 registada pela Voz da Planície, em fotografias

BEJA meteorologia
Top
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.