Tomé Pires

A festa que celebra o cante começa no dia 23 deste mês, em Lisboa, na Casa do Alentejo, com muitas novidades este ano. Já em Serpa, o centro histórico da cidade recebe nos dias 24 e 25, a Rota do Cante, com atuações formais e informais de grupos corais. E esta é uma das novidades este ano, a animação do centro histórico, pelas atuações dos grupos corais, junto a instituições e estabelecimentos comerciais. As declarações são do presidente da Câmara de Serpa, Tomé Pires, que fez ontem, na Casa do Cante, a apresentação do programa deste ano, à comunicação social.

O Cante Fest 2018 propõe, ainda, para o 26 deste mês, um dia de Cante no feminino e para o último, dia 27, a data que assinala a elevação do cante a Património Cultural Imaterial da Humanidade, um dia especial em Serpa, com a celebração e evocação desta efeméride.

A quarta edição da festa do cante aposta este ano num programa com duas vertentes, a formal e a lúdica e nesta terça-feira, dia 13, Tomé Pires, presidente da Câmara Municipal de Serpa, entidade responsável por esta iniciativa, faz a apresentação das novidades e da programação completa, do Cante Fest 2018, nos dois jornais alargados da RVP.


Comente esta notícia