simbolo CDU autárquicas 2017

Naquele documento é referido que, a Assembleia Municipal de Moura aprovou, na passada semana, por unanimidade, o relatório de contas intercalar do Município de Moura, referente ao período corresponde à responsabilidade no executivo da CDU no ano de 2017. Acrescenta que o relatório em causa tinha sido também, aprovado por unanimidade na Câmara Municipal.

"Aquando da discussão em reunião de câmara, os vereadores da CDU questionaram o presidente sobre se as contas encontradas eram diferentes do que lhe tinha sido transmitido na transição de Executivo, uma vez que Álvaro Azedo havia referido numa entrevista recente que a situação financeira que encontrou era pior do que aquilo que o anterior presidente queria fazia crer. Em reunião de câmara o presidente disse que não havia diferença. Questionado sobre a mesma situação na Assembleia Municipal, Álvaro Azedo referiu que só posteriormente, com uma auditoria às contas do Município, terá garantias quanto ao acerto das mesmas", explica Gabriel Ramos, da Concelhia de Moura, recordando que presidente e vereadores do PS votaram favoravelmente o relatório.

A CDU a denunciar o que chama de "total incoerência dos eleitos do PS, nomeadamente do presidente da Câmara, que primeiro diz que as contas estão piores do que se fazia criar, depois diz que não há diferenças entre o que consta no relatório e o que lhe foi transmitido e posteriormente vem afirmar que certezas só haverá quando for feita uma auditoria".

A Câmara Municipal de Moura remete para mais tarde um comentário a estas criticas da CDU.


Comente esta notícia