azulejos
Os proprietários de imóveis com fachada revestida a azulejos passam a estar impedidos de remover ou demolir a parede exterior, ficando dependentes de uma licença camarária.

Até agora, só os azulejos de casas em Lisboa estavam protegidos, a proposta apresentada pelo projecto SOS Azulejo, uma iniciativa do Museu de Polícia Judiciária, foi agora estendida a todo o país.

Florival Baiôa, presidente da adpBeja -Associação para a Defesa do Património Cultural da Região de Beja, considera que esta medida vai certamente contribuir para a protecção do património azulejar.

Florival Baiôa, reforça a ideia da importância que tem a preservação da azulejaria.

Comente esta notícia