EMPRESAS

A linha de crédito Capitalizar 2018-Covid-19 foi a primeira medida do Governo a ser implementada, a 12 de março e já foi alargada, no passado dia 27 de março, de 200 para 400 milhões de euros, face à “elevada procura”. Já tem “817 operações aprovadas”, o que significa “365 milhões de euros”.

Há, também, quatro linhas específicas, com uma dotação conjunta de três mil milhões de euros para empresas dos setores mais afetados pela pandemia: empresas da restauração e similares, empresas de turismo, agências de viagem, animação turística, organizadores de eventos e similares e empresas da indústria.

Ao que tudo indica, o Governo notificou a Comissão Europeia no sentido de “avançar com novos apoios à tesouraria das empresas, nomeadamente nos setores do comércio e dos serviços.” 


Comente esta notícia