EMAS DE BEJA

Foi necessária uma alteração ao programa de investimentos para acomodar esta intervenção cujos custos diretos e indiretos ultrapassam os 20 mil euros, frisa a EMAS de Beja, em nota de imprensa.

A EMAS de Beja diz também, que esta é “uma infraestrutura crítica que apesar de ser de construção recente, cerca de 10 anos, devia ter tido uma intervenção deste natureza com vista à sua reabilitação antes que se tivessem registados alguns episódios de natureza crítica.”

O troço substituído, com cerca de 300 metros, recorreu a um método não convencional, com a colocação da nova tubagem sem abertura de vala em toda a sua extensão e irá garantir um reforço de segurança no serviço de abastecimento de água à população de parte da cidade de Beja, Neves e Baleizão, avança, igualmente, a EMAS.


Comente esta notícia