Luís Folque

Trazer a debate e refletir questões relacionadas com o setor agrícola, nomeadamente, sobre olival, sustentabilidade e ambiente é o mote do painel do 1º painel deste simpósio.

Questionado quanto aos possíveis impactos ambientais negativos gerados pelo olival intensivo,Luis Folque, administrador da SOVENA e moderador deste primeiro painel, afirma à Voz da Planície, que esta cultura mediterrânica não prejudica o ambiente e que pelo contrário aproveita as terras da região de uma forma sustentável e permite um uso racional da água.

Luis Folque esclarece que o aumento da área de regadio em 40 mil hectares vai potenciar o crescimento do olival, neste território, mas também vai dar oportunidade à instalação de novas culturas.

O administrador da SOVENA revela, ainda, que há condições de abrir novos mercados para a exportação de azeite, uma vez que Portugal tem estado no topo de todos os concursos internacionais.


Comente esta notícia