Hospital São Paulo

O comunicado surge no âmbito da assinatura de um novo acordo entre a ARS do Alentejo, a ULSBA, a ARS Algarve e a Santa Casa da Misericórdia de Serpa que vai permitir a introdução de novos serviços e especialidades naquela unidade hospitalar.

Tomé Pires, autarca de Serpa, afirma que, no processo de gestão do hospital, a Câmara Municipal sempre foi “marginalizada” e agora, tal como aconteceu em 2014, o município não foi envolvido no processo.

Ainda segundo Tomé Pires, as novas valências que vão estar disponíveis são naturalmente muito bem vindas mas deveriam ser prestados pelo SNS-Serviço Nacional de Saúde.



Comente esta notícia