Pedro do Carmo Foto

Nas legislativas deste ano, Pedro do Carmo quer recuperar o segundo deputado "para bem do distrito", com a lista que encabeça, uma lista renovada, que não tem "paraquedistas", que é constituída só por pessoas da região e que aproxima Odemira, que tem sido afastada para o Litoral, por ter como número dois o presidente da Câmara José Alberto Guerreiro. Dois autarcas que não podem recandidatar-se aos seus municípios, mas que estão disponíveis para defender os interesses da região Baixo Alentejo, por terem percurso político, provas dadas e conhecimento das necessidades das populações do distrito, acrescentou Pedro do Carmo.

Pedro do Carmo deixou claro também, que o PS quer reconquistar para os socialistas, no circulo eleitoral de Beja, o deputado que o PSD ganhou em 2011, com "base em mentiras" e justificou a sua afirmação. Pedro do Carmo disse ainda, que os eleitores não devem respeitar a coligação PSD/CDS-PP nestas eleições e que devem retirar-lhe o deputado.

Pedro do Carmo recordou, igualmente, nesta conversa que "sempre que o PS é Governo, o Alentejo avança" e deixou a garantia de que os socialistas que forem eleitos por Beja, a 4 de outubro, vão colocar de novo na agenda política, a regionalização, em defesa da criação da região Baixo Alentejo e lutar pela concretização dos projetos estruturantes, cujos investimentos iniciais tiveram a mão do Partido Socialista e que foram abandonados pelo PSD/CDS-PP.

Pedro do Carmo assume-se como um homem que cumpre as suas missões, por inteiro, e por isso mesmo, revelou à Voz da Planície que quando for deputado da nação entregará a gestão da Câmara de Ourique, ao vice-presidente Marcelo Guerreiro, que "está preparado para assumir o cargo".

Pedro do Carmo deixou ainda, a indicação de que está disponível para assumir este, e outros desafios, que o seu partido entender que tem capacidade para dar resposta.


Comente esta notícia