Almoço de cubenses não residentes

Mais de duzentos pessoas, naturais de Cuba, participaram num almoço convívio para não residentes, organizado pela autarquia local.

Estamos a falar de cubenses que foram obrigados a sair da sua terra natal para outras paragens, em busca de um emprego e de uma vida estável.

Joaquim "Caracol", de 63 anos de idade é um dos cubenses que hoje voltou para se encontrar com os amigos. Caracol, como aqui é conhecido, saiu de Cuba aos 28 anos de idade para trabalhar na cintura industrial de Lisboa, onde reside com a familia. Uma das grandes recordações que este homem carrega consigo é a de ter sido treinador do Sporting de Cuba, clube que conseguiu colocar na terceira divisão nacional.

São muitas as gerações de cubenses obrigadas a sair da sua terra natal, mas a vereadora Sandra Bráz diz que este é um fenómeno que se volta a repetir no presente.

 

Comente esta notícia