Castelo de Beja

A empreitada tem um valor total de 249.342,65€, acrescidos de IVA, e conta com um prazo de execução de 6 meses.

As obras foram precedidas de uma análise técnica pormenorizada à estrutura do edifício, na sequência da qual foi encontrada uma solução em função dos problemas identificados, pelo que só agora foi possível a sua adjudicação, refere a nota de imprensa da Câmara de Beja. De acordo com o projeto, será necessário proceder à desmontagem e remontagem de todas as varandas da torre e dos merlões, à substituição dos elementos fraturados, ao tratamento com biocida e herbicida das superfícies exteriores da torre, à colmatação de lacunas e ao preenchimento de juntas das alvenarias. Será ainda necessária a intervenção urgente nas escadas interiores em caracol, que também apresentam alguns problemas estruturais, frisa, igualmente o documento enviando à nossa redação, destacando ainda, o papel preponderante da Direção Regional da Cultura do Alentejo, no desenvolvimento e acompanhamento deste procedimento.

Durante a visita à obra da Catedral de Beja, o vereador Manuel Oliveira, respondeu também aos jornalistas sobre as obras no Castelo, dizendo que as mesmas vão avançar em breve e que este é um dos edifícios que vai criar uma malha de oferta turística, ao nível do património, na cidade.

Recorde-se que a derrocada parcial da varanda da Torre de Menagem do Castelo de Beja ocorreu a 13 de Novembro de 2014, levando o Município de Beja a desencadear uma intervenção de emergência destinada, no essencial, a escorar os elementos arquitetónicos em risco, com o objetivo de evitar o alastramento da área de instabilidade e assegurar os níveis indispensáveis de segurança.


Comente esta notícia

É uma tristeza que seja necessário haver uma derrocada para que acontecem obras de manutenção! Beja tem tanto patrimonio interessante e é desvalorizado pelas autoridades responsáveis.

Cristina Manuela Oliveira Coelho

30/11/-0001